COMO VIVER DE FORMA SANTA

COMO VIVER DE FORMA SANTA?

“Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós”. (Josué 3.5).


Um dos maiores desafios da vida do homem resume-se numa única pergunta: “Como viver de forma santa num mundo de tanta podridão moral e apelo sexual?”.

Diante de tudo isso, fica difícil para o homem tomar decisões morais e éticas sob o prisma da santidade, vivendo em um mundo dominado pelo pecado e por manifestações malignas. “O mundo jaz no maligno”: “...e que todo o mundo está no maligno”. (1 João 5.19).

Aqueles que já tiveram experiências de novidade de vida com Cristo, precisam também responder a este segundo convite:

1) A SANTIDADE SEMPRE SE EXPRESSA POR MEIO DA CONSAGRAÇÃO, FIDELIDADE E JUSTIÇA.

“Disse mais Josué: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós...” (Josué 3.10).

Deus é diferente do homem. A santidade é um atributo natural de Deus, como também o amor, a justiça e a fidelidade. Por isso precisamos nos consagrar, sermos justos e fiéis para experimentarmos uma santificação de acordo com os padrões divinos.

Um homem santo é diferente dos demais homens que vivem no pecado.

“Disse mais Josué: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós; e que certamente lançará de diante de vós aos cananeus, e aos heteus, e aos heveus, e aos perizeus, e aos girgaseus, e aos amorreus, e aos jebuseus”.  (Josué 3.10)

É a Santidade que afirma a vida diferente de um Cristão.

“Para que todos os povos da terra conheçam a mão do Senhor, que é forte, para que temais ao Senhor vosso Deus todos os dias”.
(Josué 4.24).

2) A SANTIFICAÇÃO É CONQUISTADA COM ESFORÇO E EMPENHO.

“E disse-lhes Josué: Passai adiante da arca do Senhor vosso Deus, ao meio do Jordão; e cada um levante uma pedra sobre o ombro, segundo o número das tribos dos filhos de Israel;
 Para que isto seja por sinal entre vós; e quando vossos filhos no futuro perguntarem, dizendo: Que significam estas pedras?
 Então lhes direis que as águas do Jordão se separaram diante da arca da aliança do Senhor; passando ela pelo Jordão, separaram-se as águas do Jordão; assim estas pedras serão para sempre por memorial aos filhos de Israel. Fizeram, pois, os filhos de Israel assim como Josué tinha ordenado, e levantaram doze pedras do meio do Jordão como o Senhor dissera a Josué, segundo o número das tribos dos filhos de Israel; e levaram-nas consigo ao alojamento, e as depositaram ali”. (Josué 4.5-8).

“E as doze pedras, que tinham tomado do Jordão, levantou-as Josué em Gilgal. E falou aos filhos de Israel, dizendo: Quando no futuro vossos filhos perguntarem a seus pais, dizendo: Que significam estas pedras? Fareis saber a vossos filhos, dizendo: Israel passou em seco este Jordão”. (Josué 4.20-22).

Conquistar sempre foi a ordem de Deus ao seu povo. Josué foi um grande líder na orientação do povo de Deus. Especialmente guiando o povo em direção a terra a ser conquistada.

Nosso Cantor Cristão, nos inspira e nos motiva para nossa conquista: “O mundo vasto imenso, Pra Cristo conquistar. Este é o grande lema, Do nosso labutar. Humilde, desprezado, Por nós na cruz morreu; Glorificado reina, Na terra e lá no céu. Sim, conquistar O mundo pra Cristo! O mundo, sim, Pra Cristo, o Salvador”.

Guiando seu povo pelo deserto, o Senhor foi gradativamente preparando-o para que fosse o único a possuir a Terra Prometida. Ele fez com que os novos donos vissem que era preciso destruir todas as imagens de ídolos e qualquer coisa que indicasse culto a deuses estranhos e que a Terra deveria ser santificada para ser habitada, e esse fator era indispensável para ao plano de Deus.
SANTIDADE...nós podemos alcançar! 

Ao sermos recebidos pelo nosso Senhor como novas criaturas, também somos orientados pela Palavra de Deus, que devemos deixar as coisas velhas que nos ligam a um passado sem Deus e sem salvação, para vivermos de forma digna na nossa nova condição de filhos de Deus. Sem essa atitude, jamais alcançaremos o propósito de sermos santificados.

“Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade; e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi ao Senhor”. (Josué 24.14).

3) A SANTIFICAÇÃO ENVOLVE TODOS OS ASPECTOS DE NOSSA VIDA.

“E sucedeu que, estando Josué perto de Jericó, levantou os seus olhos e olhou; e eis que se pôs em pé diante dele um homem que tinha na mão uma espada nua; e chegou-se Josué a ele, e disse-lhe: És tu dos nossos, ou dos nossos inimigos?
 E disse ele: Não, mas venho agora como príncipe do exército do SENHOR. Então Josué se prostrou com o seu rosto em terra e o adorou, e disse-lhe: Que diz meu senhor ao seu servo?
 Então disse o príncipe do exército do Senhor a Josué: Descalça os sapatos de teus pés, porque o lugar em que estás é santo. E fez Josué assim”.   (Josué 5.13-15).

Onde vai um cristão autêntico, a Santidade segue com Ele. Na verdade não existem lugares santos e sim lugares SANTIFICADOS.

Para um cristão a SANTIDADE é como estilo de vida.

Ao revelar-se a Moisés na visão da sarça que ardia e não se consumia, Deus disse: “Não chegue para cá, tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa” (Ex 3.5).

Na lamina de ouro que estava atada a testa do sacerdote Arão estava escrito: “Santidade ao Senhor” (Ex 28.36).

Ao manifestar-se ao povo de Israel, Deus disse que o bom êxito dependia de sua santificação.

O Senhor disse-lhes: “Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu Sou o Senhor”. “Guardai os meus estatutos e cumpri-os. Eu Sou o Senhor, que vos santifico” (Lv 20.7-8). 

A santificação abrange todo o nosso ser, corpo, alma e também a consciência que é o juiz do homem interior (At 24.14).

4) A SANTIFICAÇÃO QUANDO NEGLIGENCIADA PRODUZ EFEITOS NEGATIVOS NA VIDA.

“Porém a cidade será anátema ao Senhor, ela e tudo quanto houver nela;...Tão-somente guardai-vos do anátema, para que não toqueis nem tomeis alguma coisa dele, e assim façais maldito o arraial de Israel, e o perturbeis. Porém toda a prata, e o ouro, e os vasos de metal, e de ferro são consagrados ao Senhor; irão ao tesouro do Senhor”. (Josué 6.17-19).

Deus recomendou ao povo de Israel a santificação e a destruição de tudo que é impuro e abominável ao Senhor.

A Igreja também faz parte do povo de Deus, o mesmo Deus zeloso que agia com o povo israelita, age em nós, na pessoa do Espírito Santo e da Sua Palavra.

Buscar a nossa santificação é possível, devemos dar o primeiro passo consagrando-nos ao Senhor, depois sendo fieis à sua Palavra, praticando atos de justiça.

Precisamos ver a Deus e caminhar em santificação.

“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus” (Hb 12.14).

“Quem, Senhor, habitará no Seu Tabernáculo? Quem há de morar no seu Santo Monte? O que vive com integridade, e pratica a justiça” (Sl 15.1-5).

Conclusão

“Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós”.   (Josué 3.5).

O Convite a Santidade se fez ecoar em todo o Velho Testamento.

“Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus”. (Levítico 20.7).

Conseguimos encontrar esse mesmo convite ainda por todas as páginas do Novo Testamento.

“Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” (1 Pedro 1.15).

“Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz”, (Colossenses 1.12).

Nenhum comentário:

Postar um comentário