QUEM DISSE QUE SERIA FÁCIL?


QUEM DISSE QUE SERIA FÁCIL?
João 16.1-33

Muitas pessoas abandonam a fé em Jesus Cristo, deixam de frequentar a igreja, não creem mais em Deus porque alguém gerou nelas expectativas erradas quando se converteram, quando decidiram ser discípulos do Senhor Jesus.

Há um “evangelho” cujo lema é “seus problemas acabaram” sendo vendido (literalmente) por aí. Não é o verdadeiro evangelho. Essa mensagem deturpada ensina que é fácil ser cristão.

Ensinam que, uma vez com Cristo, os problemas fugirão da sua frente. Ninguém disse que seria fácil ser cristão, pelo menos na Bíblia. Jesus não disse que seria fácil ser um discípulo dele.

Vamos ler João 16.1-33

1.    Tenho-vos dito estas coisas para que vos não escandalizeis.
2.    Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus.
3.    E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim.
4.    Mas tenho-vos dito isto, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito. E eu não vos disse isto desde o princípio, porque estava convosco.
5.    E agora vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais?
6.    Antes, porque isto vos tenho dito, o vosso coração se encheu de tristeza.
7.    Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.
8.    E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
9.    Do pecado, porque não crêem em mim;
10.    Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
11.    E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.
12.    Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.
13.    Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.
14.    Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar.
15.    Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.
16.    Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; porquanto vou para o Pai.
17.    Então alguns dos seus discípulos disseram uns aos outros: Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; e: Porquanto vou para o Pai?
18.    Diziam, pois: Que quer dizer isto: Um pouco? Não sabemos o que diz.
19.    Conheceu, pois, Jesus que o queriam interrogar, e disse-lhes: Indagais entre vós acerca disto que disse: Um pouco, e não me vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis?
20.    Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.
21.    A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo.
22.    Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará.
23.    E naquele dia nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.
24.    Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra.
25.    Disse-vos isto por parábolas; chega, porém, a hora em que não vos falarei mais por parábolas, mas abertamente vos falarei acerca do Pai.
26.    Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que eu rogarei por vós ao Pai;
27.    Pois o mesmo Pai vos ama, visto como vós me amastes, e crestes que saí de Deus.
28.    Saí do Pai, e vim ao mundo; outra vez deixo o mundo, e vou para o Pai.
29.    Disseram-lhe os seus discípulos: Eis que agora falas abertamente, e não dizes parábola alguma.
30.    Agora conhecemos que sabes tudo, e não precisas de que alguém te interrogue. Por isso cremos que saíste de Deus.
31.    Respondeu-lhes Jesus: Credes agora?
32.    Eis que chega a hora, e já se aproxima, em que vós sereis dispersos cada um para sua parte, e me deixareis só; mas não estou só, porque o Pai está comigo.
33.    Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.   (João 16:1-33).

QUEM DISSE QUE SERIA FÁCIL?

“Deus nunca disse que a jornada seria fácil: Mas Ele disse que a chegada valeria a pena”.
                    Max Lucado.

Nesse texto: Jesus está preparando seus discípulos para a sua morte iminente, mas também os prepara para tempos de tristeza, perseguição, falta de fé e dúvida.

Tempos estes que se tornaram bem evidentes:
- Entre 64 a 68, período do Imperador Romano Nero 
- E também entre 95 a 96, período de perseguição do Imperador Romano Domiciano.  
Segundo a tradição Cristã, todos os apóstolos morreram de forma violenta*.
-Mateus sofreu martírio pela espada na Etópia; 
-Marcos Morreu em Alexandria, no Egito depois de ser arrastado pelas ruas da cidade. 
-Lucas foi enforcado numa oliveira, na Grécia. 
-Tiago foi decapitado em Jerusalém; 
-Tiago, o Menor, foi lançado de um pináculo em Jerusalém e depois espancado até morrer; 
-Filipe foi enforcado numa coluna na Frígia, a oeste da Anatólia (Atual Turquia);  
-Bartolomeu foi esfolado vivo em Albanópolis (Atual Derbent na província russa de Daguestão). 
- André foi preso a uma Cruz, e dali pregou aos seus perseguidores até morrer, na cidade da Pátras, na Grécia. 
- Matias foi apedrejado e depois decapitado em Jerusalém. 
-Barnabé foi apedrejado até a morte pelos Judeus, em Salônica, na Grécia 
- Paulo foi Decapitado 
- Pedro foi crucificado de cabeça para baixo, na capital do Império em Roma, por ordem do imperador Nero. 
-João foi posto em um caldeirão de óleo fervente, mas escapou da morte, foi deportado para a ilha grega de Patmos, no tempo do Imperador Domiciano.
* FRANKLIN FERREIRA. A Igreja Cristã na História. Das origens aos dias atuais. (Pgs. 35-37)

Isso acontece hoje também:

1. NÃO É FÁCIL SER CRISTÃO DIANTE DE ALTÍSSIMA REJEIÇÃO (V.2).

“Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus”.

Eu, particularmente, nunca vi tanta rejeição aos cristãos, tanta perseguição ideológica contra o cristianismo, tanta zombaria e ataques, até mesmo físicos, contra os cristãos como estou vendo hoje em dia.

É claro que isso nem se comprara ao que aconteceu com os discípulos de Jesus. Todos eles foram martirizados, sem exceção.

Também não chegamos ao ponto em que estão os cristãos nos países de maioria muçulmana. Mas a rejeição contra a fé cristã está aumentando. 

Jesus alertou quanto a isso quando disse: “Vocês serão expulsos das sinagogas; de fato, virá o tempo quando quem os matar pensará que está prestando culto a Deus”(v.2).

Alguns acreditam e pregam que o fim da religião, principalmente da fé evangélica é um serviço à sociedade.

O fato é que somos e seremos rejeitados e até perseguidos e não poderemos fazer muita coisa a respeito.

HOJE, MAIS DE 100 MILHÕES DE CRISTÃOS SÃO PERSEGUIDOS POR CAUSA DE SUA FÉ.

D. A. Carson em seu livro Cristo & Cultura diz o seguinte:

“Com frequência se diz que o sangue dos mártires é a semente da igreja... A perseguição tende a reduzir o número de falsos convertidos e de “cristãos” que não sérios...”. ( pg.194)

- Cristãos perseguidos, e se FOSSE VOCÊ? O que você faria???

Lembre-se: SER CRISTÃO É ANDAR NA CONTRAMÃO DO MUNDO.

2. NÃO É FÁCIL SER CRISTÃO DIANTE DE TAMANHA INCREDULIDADE (V.3,9,31)

“E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim” (v.3).

“...porque não crêem em mim”. (v.9)

“Respondeu-lhes Jesus: Credes agora?”. (31).

Se Jesus fosse um palestrante motivacional, ele teria dito que os discípulos seriam invencíveis e que eles seriam bem-sucedidos em qualquer situação, que todos acreditariam neles.

Mas Jesus diz: “Farão essas coisas (a perseguição) porque não conhecem nem ao Pai e nem a mim” (v.2); “...os homens não creem em mim”(v.9) e se admirou da falta de fé dos próprios discípulos quando exclamou “Agora vocês creem?”.

Se houvesse mais fé no mundo, a vida dos cristãos seria muito fácil, mas a fé está se extinguindo!

Jesus conta a parábola do Juiz iníquo e pergunta ao final:

“Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18.8).

Ser cristão não é MODA, é mudança de vida.

3. NÃO É FÁCIL SER CRISTÃO QUANDO DEUS PARECE ESTAR EM SILÊNCIO (V.22,24)

“Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará”. (v.22).

“Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra”. (24)

Quando Jesus falou essas coisas aos seus discípulos, ele os alertou que iria se ausentar por algum tempo.

Haveria “silêncio” da parte de Deus por algum tempo.

Aquele tempo seria de tristeza para eles.

Talvez, para muitos cristãos, a pergunta seja: “Por que Deus não toma alguma providência imediata quanto ao que está acontecendo comigo, ou no mundo”. Assim como Jesus disse que se ausentaria por algum tempo (entre a sua morte e ressurreição) e voltaria para eles, assim será conosco.

Deus não nos abandonou, Jesus não nos abandonou. Ao contrário, ele cumpriu a sua promessa e enviou o Espírito que é o nosso Conselheiro e Consolador enquanto não nos reunimos com Cristo novamente. Há um aparente silêncio de Deus, mas somos nós é que não estamos sabendo ouvir o Senhor nesses tempos de aflição.

4. NÃO É FÁCIL SER CRISTÃO NUM MUNDO CHEIO DE AFLIÇÕES (V.33)

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. 

Note que Jesus foi muito claro ao informar que nós não seríamos poupados das aflições, dos mesmos problemas que qualquer ser humano está sujeito nesse mundo. Não é fácil ser cristão num mundo cheio de aflições porque o mundo cobra isso de nós como cobravam do povo de Israel “Onde está o teu Deus?” (Sl 42.3).

O que o mundo não compreende é que Cristo não veio para resolver nossos problemas materiais e físicos, ele veio para nos buscar e salvar porque estávamos perdidos (Lc 19.10).

Ele pode e tem nos poupado, quando Ele assim decide, nos poupar de aflições, mas ninguém disse que nesse mundo estaríamos isentos dessas aflições. O que Ele disse é que não precisamos ficar desanimados com isso.

“MUITAS SÃO AS AFLIÇÕES DO JUSTO, MAS O SENHOR, O LIVRA DE TODAS” (SALMO 34.19).

Ser Cristão é: NADAR CONTRA A CORRENTEZA.

5. SÓ É POSSÍVEL SER CRISTÃO, PORQUE AQUELE QUE VENCEU O MUNDO POR NÓS, ENVIOU O CONSOLADOR E NOS GARANTIU A VITÓRIA!

“Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo”. (v. 7-8)

Em primeiro lugar Jesus garante que não nos deixaria sós. Ele diz: “Mas eu lhes afirmo que é para o bem de vocês que eu vou. Se eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas se eu for, eu o enviarei. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (v.7-8).

Então o que nos dá forças para continuar apesar das dificuldades é a presença do Espírito Santo em nós.

Para Ilustrar:

A Vida do Bispo Hugh Latimer (Hugo Latimer)

A história da vida e da morte de Hugo Latimer continua a impressionar ao longo dos séculos. Latimer, de um dos mais fortes opositores da Reforma, e um dos padres católicos mais importantes do seu tempo, se tornou o maior pregador cristão do seu tempo e um dos ícones da mensagem do Evangelho, que proclama com convicção inabalável até ao martírio.

Hugo Latimer nasceu em Thurcaston, Leicestershire, em uma família de prósperos fazendeiros em 1492. Ele foi educado na Universidade de Cambridge, o enclave católico, onde completou seus estudos teológicos em 1514. No ano seguinte veio a nomeação papal para ser ordenado padre. Aos 22 anos já era um Padre respeitado.

Excelente e dedicado, foi apresentado como um contrapeso às idéias luteranas foram divulgados através das Ilhas Britânicas e infiltrados para os claustros da universidade. Mas Latimer também um erudito, era um homem profundamente religioso. Sua fidelidade à Igreja de Roma não foi maior do que a sua sincera crença em Jesus Cristo.

THOMAS BILNEY foi um amigo muito próximo de Latimer, e graças a ele que Hugo Latimer aprendeu a verdade na palavra de Deus.

Conta a história deste resultado: naqueles dias era um padre em Cambridge distinguido por um fervor que culminou com o fanatismo. Era sempre o primeiro nas procissões e ele olhou orgulhosamente carregar a cruz da Universidade

Como um novo Saulo, perseguia os amigos da Palavra de Deus e, alguns discursos foram tão bem sucedidos que muitos acreditavam que havia aparecido um homem capaz de medir-se com Lutero e dar um triunfo deslumbrante à Igreja de Roma.

THOMAS BILNEY concebeu o plano de ganhá-lo para o evangelho para que os seus dons fossem postos ao serviço de uma melhor causa, e para começar sua difícil tarefa recorreu a um procedimento um tanto incomum.

Pela ação e graça de Deus, Bilney foi até onde Latimer estava e pediu-lhe para ouvir a sua confissão.

O que aconteceu? Um campeão da heresia pede para se confessar com o campeão do papado!

Latimer acreditava que seus discursos tinham conseguido convencer a Thomas Bilney e, assim poderia fazer o mesmo com todos os seus companheiros.

O suposto penitente se ajoelha perante seu satisfeito confessor, mas faz uma confissão bastante diferente do que estão acostumados a ouvir os sacerdotes, se referia a ele como era grande a angústia da sua alma e como inúteis as obras, as cerimônias e sacramentos para removê-las.

E então, Thomas Bilney, com sua voz emocionada e sinceridade contagiante, fala de como ele encontrou a paz quando ao deixar todas estas coisas, passou a confiar no Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Fala à Lamiter sobre o espírito de adoção que tem recebido e da experiência de ser capaz de chamar a Deus de seu Pai.

O confessor (Latimer) caiu surpreso ao ouvir tal testemunho, em vez de uma confissão mecânica. Seu coração se abriu e a palavra cheia de unção do piedoso Bilney penetrou no íntimo do seu ser. Essa palavra simples, mas cheia de vida, entrou como uma espada de dois gumes.

O Espírito de Deus trabalhou em Latimer, a luz brilhou de verdade nessa hora, desta forma inesperada.

Sua conversão foi instantânea, como Saulo no caminho de Damasco. Latimer ainda queria levantar objeções, mas poucas respostas cheias de amor foram suficientes para dissipar todas as dúvidas. Hugo Latimer disse mais tarde: "Eu aprendi mais com esta confissão, que antes por meio de muitos estudos e em muitos anos. Agora, tenho prazer na Palavra de Deus e deixo aos doutores das escolas humanas com todas as suas extravagâncias".

Latimer se converteu a Cristo, dando um novo impulso para o movimento da genuína fé cristã, como a mesma força que tinha anteriormente, agora usava para defender as grandes verdades bíblicas que eu havia conhecido. "

Em 1529, juntou-se a idéia e os esforços de outros reformadores que pretendia difundir a Bíblia traduzida para o Inglês.

Hugo Latimer, se tornou o pregador mais famoso de seu tempo. Assim como outros mensageiros do Evangelho, não só falou de religião, mas também pediu uma maior justiça social, a difusão da cultura e a redução da pobreza.

Quando assumiu o poder Mary Tudor, que assumiu o nome de Maria I de Castela. Mulher, também conhecida como Queen "Blood" Mary, iniciou uma feroz perseguição contra os protestantes.

Hugo Latimer, neste período, foi acusado de traição e heresia, foi preso imediatamente. Depois de passar mais um ano de prisão foi condenado à morte.

Nicholas Ridley
Em 16 de outubro de 1555, foi posto na estaca e queimado na fogueira, em Oxford, com seu amigo Nicholas Ridley.

"Tende bom conforto, Mestre Ridley, e seja homem; nós seremos neste dia como uma vela, pela graça de Deus, na Inglaterra, assim como eu creio que jamais se apagará." (Latimer).

O Solilóquio*:

“Latimer! Latimer! Latimer! Cuidado com o que dizes.

O Rei da Inglaterra está aqui, [...] Latimer! Latimer! Latimer!

O Rei dos reis está aqui”.  Sermão proferido na presença do Rei Henrique VIII.

O Rei dos reis está aqui! Ao dizer isso, apontava para seu coração e dizia, reconhecendo o Espírito Santo de Deus presente em sua vida.

SER CRISTÃO É SER GUIADO PELO ESPÍRITO SANTO DE DEUS.

Jesus nos garantiu a vitória sobre as lutas por causa da vitória que Ele obteve na cruz. Ele afirmou:

"Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo"(v.33).

Conclusão

Realmente não é fácil ser cristão! Não estamos imunes às doenças, acidentes, violência e perseguição.

“Então de que compensa ser cristão?”, alguém poderia perguntar. Compensa porque apesar das aflições podemos ter paz com Deus. Recebemos dele o perdão de nossos pecados e nos reconciliamos com Ele para a nossa salvação através do seu Filho, Jesus Cristo.

Com ele podemos atravessar os vales de sombra e morte, mas sem o pavor daqueles que não tem um Deus que os ama tão profundamente a ponto de ter sofrido, Ele mesmo em nosso lugar na cruz.

O que você fará com tudo isso a partir de agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário